Arquivo para Felicidade

Mas e a Vida Feliz?

Posted in Divagação/Filosofia, Humor/Nonsense/Coisa Inútil, Tudo with tags on 26/06/2010 by reticencioso

Desde outrora, quando as moradas não eram casas, as uvas não eram passas, pescadores não tinham nassas e as rimas não eram escassas,  as pessoas deste imenso geóide, sempre buscaram o equilíbrio para suas vidas para que as mesmas chegassem ou se mantivessem no ápice de alegria e felicidade tanto almejados desde que Jesus descobriu que transformar água em vinho era uma ótima jogada…

Mas pelo que reza a lenda em muitas discussões sobre o assunto, seria mais fácil descobrir o segredo da pedra filosofal do que chegar a plena felicidade…

O mais feliz ser que já existiu… hm.. “feliz” demais pro meu gosto…

Muitas conseguiram e ainda conseguem fazer essa proeza, de fato. Mas a maioria morre na praia do continente da felicidade, o que não seria ruim pra mim, caso fosse este, o nome de algum lugar paradisíaco onde houvesse os melhores drinks de vodka servidos por mulheres semi-nuas deslizando de patins…

Mas, não se tratando da alegria passageira, não será essa tal felicidade algo sujeito ao sujeito?

O médico pode ser feliz por poder ajudar os adoentados, o professor por poder ajudar os desentendidos, os pedreiros por erguerem sólidas moradas, os poetas pela forma de se expressarem, os vadios por poderem vadiar, os políticos também, os filósofos por e assim sucessivamente em uma corrente de fatos muito baseados no correlacionamento de firmes intentos pessoais seguidos de loucas, xavantes (corretor do word) e extensas carreiras…

Sei que isso é só um pensamento simples, sem passagem pelo filtro divagador, e que você  já deve ter refletido sobre isso debaixo do chuveiro ou enquanto pulava de alguma ponte por aí, mas onde eu quero chegar, é onde eu quero ir, se é que lembro bem o que quero dizer…

Então, já que nem este texto, nem a vasta existência de literatura auto-ajudística poderem ajudar, resta-nos procurar por nós a gente mesmo, o verdadeiro imaculado sentido da felicidade…
Não que eu saiba qual seja, pois normalmente, só sei que nada sei, sabendo ainda que, se sei que não sei, saberei que sei que é preciso saber o que de fato não sei, e deixar de saber que não sei o que depois vier a saber…

E o que faço eu (derivado de mim, que sou eu, já que tú é você) pra buscar a felicidade?
Nada.
Talvez porque não há muito o que fazer, e sim o que ser pra ser feliz…

“E que a força esteja com você!”

Mas ter um desses aqui ajudaria mais…  E ganhar na loteria também não faria mal nenhum…

Mas resumindo o que nem cheguei a escrever:

O que é felicidade?
Apenas uma palavra para descrever algo abstrato…
Então aproveite sua vidaloka e dê a essa reticente palavra o significado que bem entender…

“Realmente, nada mais pernicioso que se adequar a opinião pública.
Por força dos exemplos alheios, causamos nossa própria ruína.
A única saída é afastar-se da multidão…”
Sêneca.

Anúncios