Fragmentos I

Antes da terra e da água,
Do vinho e da taça,
Do tolo não tolo,
Pois de si não sai nada,
Havia o porém do que não existia,
Até existir a existência do porém.
Que pariu a dúvida da humanidade.
Da palavra inventada.
De inútil inutilidade.

Antagonismo quântico.
Que se parar para parar pensarmos,
Alguns..
Pensaremos. Em dizer.

Não falamos ao pensar?

Quão etérea é essa fumaça,
Que ao tentar alcançar,
Vira-se ao inverso.
É grão de areia envolto ao mar.
É grão de Terra no universo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: